You Are Here: Home » Editorias » Literatura » Se eu ficar e Para onde ela foi

Se eu ficar e Para onde ela foi

Por Dayane Andrade

se-eu-ficar-para-onde-ela-foi

Ao terminar de ler Se eu ficar, de Gayle Forman, eu já sabia que tinha uma continuação, o livro Para onde ela foi – ambos enviados gentilmente pela editoria Novo Conceito. Se você já viu o filme inspirado na primeira obra, deve imaginar que ler o livro somente agora não teve a menor graça. Bem, eu sou aquela pessoa que gosta de ler o livro e depois assistir ao filme, a série. Enfim, então mesmo tendo tantos spoilers por aí, me aventurei na leitura.

A cada página, sentia a leveza da história. A dinâmica da narrativa, na voz de Mia, uma das personagens principais, está muito bem amarrada. Cada detalhe foi pensado minuciosamente. É lindo ver como o amor pela música, independente de estilo, uniu avassaladoramente dois jovens.

Eu me identifiquei de cara com Adam, tudo porque ele é um rockeiro! Mia é uma fofa, me vi muito nela, tirando a parte de que eu não tenho muita habilidade para tocar instrumentos musicais e que dirá ouvir música clássica. Mas a paixão dela pelo violoncelo é contagiante e ao mesmo tempo cômica, pois ela nasceu em uma família de rockeiros, seu pai é um ex-baterista e sua mãe escolheu o estilo rock’n’roll como vida.  O que dizer do irmão mais novo de mia, Teddy? Uma criança fofa, pura, que fez lembrar muito minha irmã mais nova, quando éramos crianças. Ah! Ainda tem a melhor amiga de Mia, a Kim. Me diverti com a descrição sobre o seu cabelo rebelde e me inspirei com a determinação dela em ser uma fotógrafa de sucesso.

Vale mencionar que quando Adam e Mia se conhecem, ele está em ascensão musical. Sua banda, a Shooting Star, já é bem conhecida no mundo universitário e a agenda de shows cresce cada vez mais. Enquanto Mia é muito aplicada nos estudos de violoncelo e pensa em ir estudar em uma tradicional faculdade de música, deixando a cidade em que mora.

Mesmo parecendo que Adam e Mia vivem em mundos opostos, um gosta de rock e outro de música clássica, a narrativa te leva para o caminho do verdadeiro amor. O amor pela música, o amor pela família, o amor que existe em uma verdadeira amizade. E, para isso, não é preciso gostar do mesmo estilo de música ou se vestir igualmente. Esse livro traz muitas reflexões sobre respeito, amadurecimento e como a vida tem sempre algo a nos ensinar.

O desfecho da obra é bem dramático e emocionante. Eu não vou contar aqui o que acontece, pois acredito que muitas pessoas ainda podem não ter lido a obra e, se eu contar o final, acaba tirando todo o brilho da história. Mas já adianto que vale muito a pena ler, pois o melhor de tudo é que temos a continuação Para onde ela foi, que já dá alguma luz de que tudo pode acabar bem.

Falando em acabar bem, em Para onde ela foi, Adam é o narrador! Sim, ele é um astro do rock agora. Sim, ele toma antidepressivos. Sim, ele namora uma atriz e produtora famosa. Ops, você deve se perguntar, como assim namora uma atriz famosa? Onde a Mia entra nessa história? É aí que vem a parte boa de tudo isso. Enquanto o primeiro livro é uma construção do universo familiar e social que uniu Mia e Adam, a continuação é puro romance. Sabe aquele romance com direito a tudo? É esse. Tem muito drama, sonhos, idealizações, raiva e demonstrações de sentimento. Em Para onde ela foi, tudo se completa e tem um final intenso! Fica a dica, vale a pena ler as duas obras. Ou melhor, você vai querer ler os dois livros!

SERVIÇO

Se eu ficar

224 páginas

Para onde ela foi

240 páginas

Editora Novo Conceito

Sobre o Editor

Dayane Andrade

Jornalista, pós-graduada em Teorias e Práticas da Comunicação. Atualmente sou consultora de mídias sociais. Adoro poesia, clássicos da literatura brasileira e estrangeira. Enfim, um bom livro é sempre uma ótima companhia!

Número de Postagens : 138

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top