You Are Here: Home » Editorias » Música » Público das décadas de 80 e 90 delira ao som de Rick Astley

Público das décadas de 80 e 90 delira ao som de Rick Astley

Por Antonio Saturnino

*Foto Ricardo Nunes

RICK-ASTLEY_foto_Ricardo-Nunes-1580

Sabe aquele show que muitas vezes esperamos anos para assistir? O britânico Rick Astley, sem dúvidas, estava na lista de muitos saudosistas e amantes dos anos 80 e 90. O cantor ficou conhecido mundialmente em 1987 ao emplacar “Never Gonna Give You Up”, seu single de estreia, em primeiro lugar no Reino Unido. Porém, mesmo com todo sucesso do astro também no Brasil, ele jamais havia se apresentado em solo tupiniquim.

Na última sexta-feira (11) e sábado (12) Rick se apresentou, respectivamente, em São Paulo, no HSBC Brasil, e no Rio de Janeiro, no Vivo Rio, dentro da tradicional Festa Ploc, famosa por tocar clássicos da década de 1980. O cantor justificou o fato de nunca ter se apresentado no Brasil, pois à época se ganhava muito dinheiro fazendo discos. Por isso dedicou maior tempo gravando seus LPs, videoclipes e participando de programas de TV. Mas ele ficou muito animado com seus shows por aqui, e não era para menos. Afinal, foram duas apresentações com lotação esgotada e para um público apaixonado.

Com o mesmo grave e afinação de mais de duas décadas atrás, o cantor fez o público cantar em coro seus maiores hits, como “Together Forever”, “It Would Take A Strong Strong Man”, “She Wants To Dance With Me”, além das músicas românticas que ainda hoje fazem sucesso, como “Hold Me In Your Arms” e “Cry For Help”.

Mas o cantor não se ateve ao seu repertório. No set list entraram canções como “My Girl” e “Ain´t Too Proud to Beg”, do The Temptations; “When I Fall In Love”, do Nat King Cole; “Everybody Dance”, da banda Chic; e canções mais atuais como “Don’t You Worry Child”, do Swedish House Mafia.

Rick teve completo domínio do palco durante todo show. O público o acompanhou em cada canção, mesmo que abusando do “embromation”. Mostrando enorme simpatia, o cantor pegava câmeras e celulares da plateia e fazia fotos no estilo selfie. Brincou durante todo tempo e, inclusive, chamou ao palco uma fã para dividir o vocal, que não sabia nem mesmo o ritmo da música.

Para encerrar a noite, já no bis, veio a música mais aguardada de toda a apresentação. Ao retornar ao palco, ele cantou seu maior sucesso “Never Gonna Give You Up”. Fechou a noite com chave de ouro!

Sobre o Editor

Antonio Saturnino

Atleta frustrado, jornalista por formação e "cantor" de karaokê nas horas vagas. Sou apaixonado pelas diversas manifestações artísticas, porém com uma relação mais íntima com a música. É ela quem dá ritmo à minha vida e se encarrega de escolher a trilha sonora adequada para cada momento.

Número de Postagens : 366

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top