You Are Here: Home » Editorias » Cinema » Logan e a emocionante despedida de Hugh Jackman

Logan e a emocionante despedida de Hugh Jackman

loganfoxfilmes

Por Mayara Toni

Qual a primeira coisa que vem a sua cabeça quando você pensa na imagem do Wolverine? Isso mesmo: força, destreza, invencibilidade. O grande personagem da história em quadrinhos da Marvel, não é? Pois esqueça tudo isso quando for pensar no terceiro (e último) filme solo sobre o herói.

A equipe do Matraca foi até o Cinepólis do JK Iguatemi conferir o filme em primeira mão, a convite da FOX Filmes, e saiu de lá sem palavras e arrisco a dizer: com lágrimas nos olhos. Apesar de se esperar que fosse um filme decisivo sobre Logan, o longa surpreende pelos detalhes que antes não eram explorados quando se referia ao imbatível Wolverine.

Ao longo do filme, a figura sombria e solitária de Logan fica cada vez mais marcante. Trabalhando como motorista e entregado completamente à solidão da embriaguez, Logan se vê diante de uma menina, Laura Kinney (Dafne Keen), seu clone feminino de apenas 11 anos. O personagem precisa agora precisa lidar com essa informação e entender se aquilo é realmente a ideia de ser um pai.

A trama mostra, de forma sutil, em meio as diversas batalhas sangrentas, uma consciência de todo o passado de Logan, que pesam sobre suas costas, tornando necessário mostrar à Laura os motivos de suas atitudes. “Se as pessoas são atingidas, elas morrem. É preciso mostrar que as escolhas que fazemos têm consequências”, afirma Hugh Jackman na coletiva de imprensa concedida no último domingo (19) em São Paulo.

O filme, classificado para maiores de 18 anos, faz jus a barreira de idade. “Não é um filme para crianças. Apesar das crianças aparecerem no filme, definitivamente é direcionado para adultos”, conta Jackman. Com cenas de lutas sangrentas, o filme possui cenas tão fortes que os mais fracos acabam virando o rosto de agonia.

Outro personagem essencial e explorado na mesma medida do envelhecimento e cansaço de Logan, é Charles Xavier, interpretado novamente pelo Patrick Stewart. Apesar da demência que o afeta e por depender de remédios que controlem seu poder, o Professor Xavier é a ponto essencial entre o que ainda resta de esperança em Logan e a necessidade de ajudar Laura a fugir dos capangas que a criaram.

Com estreia marcada para o dia 2 de março, Logan é um filme emocionante, em todos os aspectos. É aquela estória que precisa de coração aberto e preparo para levar alguns socos na cara, que te fazem questionar sobre as suas ações e sobre o reflexo delas ao longo do tempo. Hugh Jackman se despede desse personagem vivido por ele ao longo de 17 anos, mas deixa sua marca, encerrando com chave de ouro.

 

Sobre o Editor

Mayara Toni

Mayara, 23 anos e jornalista. Assessora de imprensa, repórter de cultura nas horas vagas e tentando sempre buscar aquilo que me deixa completa. Fico feliz com pouco, gosto de risadas e amores, sushi e batata frita. Acredito que música muda a vida das pessoas pra melhor e juro fazer minha parte pra isso acontecer.

Número de Postagens : 9

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top