You Are Here: Home » Editorias » Fernanda Torres segue nos divertindo em “A Casa dos Budas Ditosos”. Já foi conferir?

Fernanda Torres segue nos divertindo em “A Casa dos Budas Ditosos”. Já foi conferir?

Por Mariana da Cruz Mascarenhas 

casa dos budas

Esqueça um pouco o que você já viu e ouviu sobre as mais diversas e amalucadas experiências sexuais e prepare os ouvidos para novas histórias que vão surpreender até os mais experts no assunto – principalmente porque são narradas por uma senhora de 68 anos. Caso você ainda não tenha conferido o espetáculo.

Este é o cerne do monólogo A Casa dos Budas Ditosos, do escritor brasileiro João Ubaldo Ribeiro (1941 – 2014). A obra foi parar nos palcos do teatro e vem sendo encenada desde 2003 pela atriz Fernanda Torres. Desde então, somente em São Paulo, já foram cinco temporadas atraindo um público de mais de 350.000 espectadores.

A última temporada encerrou-se no domingo (26/02/17), no Sesc Consolação, com quatro apresentações, todas esgotadas. Na peça, Fernanda consagrou-se no papel de uma libertina sexagenário que, por pouco mais de uma hora, narra suas mais diferenciadas e picantes experiências sexuais vividas desde sua adolescência. Com direção de Domingos de Oliveira, o espetáculo provoca muitas risadas do começo ao fim.

Foram poucos os momentos em que não me peguei rindo na plateia, assim como a maioria dos espectadores, graças ao talento de Fernanda e a comicidade do roteiro, já que o cenário é constituído praticamente por uma mesa e uma cadeira centrando todo o seu foco na atriz que se basta para cativar a plateia do começo ao fim.

Texto e atriz formam a conjunção perfeita para o sucesso do monólogo. O primeiro porque consegue trabalhar um tema de cunho mais pesado com uma narração inteligente e uma linguagem mais rebuscada em alguns momentos, ganhando até mesmo certa poeticidade. Mas não deixe de preparar os ouvidos para ouvir descrições minuciosas de aventuras sexuais nos mais íntimos detalhes que poderão envergonhar os mais tímidos – todavia em nenhum momento o texto revela-se apelativo, o que o enriquece já que muitas peças ao abordarem tal tema restringem-se à rotineira e tediosa apelação.

Já Fernanda Torres revela-se brilhante em cada minuto da peça, conseguindo sustentar o texto o tempo todo. Mesmo encenando a personagem sentada numa cadeira durante todo o monólogo, ela consegue apenas com as expressões, variações emotivas e excepcional interpretação do texto manter o público centrado nela quase sem piscar.

Dirigido por Domingos de Oliveira, A Casa dos Budas Ditosos é um espetáculo que precisa ser visto para que seu sucesso seja compreendido em sua totalidade. A última temporada encerrou-se em fevereiro deste ano, mas não demorará muito para voltar aos palcos paulistanos. Vamos aguardar!

Sobre o Editor

Mariana Mascarenhas

Formada em Jornalismo, especialista em Comunicação Organizacional, trabalho atualmente como Assessora de Comunicação. Também concluí cursos de Linguagem Cinematográfica, Teatro e TV, Designer, Fotografia Digital, entre outros. Sou apaixonada por cultura, principalmente por cinema, teatro e exposição, e adoro analisar os filmes, peças e mostras que vejo. Contato: mariana@matracacultural.com.br

Número de Postagens : 199

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top