You Are Here: Home » Editorias » Em “Online” Paulo Gustavo diverte a plateia mostrando seu vício tecnológico

Em “Online” Paulo Gustavo diverte a plateia mostrando seu vício tecnológico

Por Mariana da Cruz Mascarenhas 


PGOnline_CreditoDanielChiacos200097 copy

O último sinal toca indicando o início do espetáculo. Algumas pessoas deslocam-se pelo palco, seguindo um determinado ritmo, cada uma segurando um celular; em seguida, os olhares se voltam para o centro do cenário e um jogo de luzes anuncia a chegada do artista principal, que entra em cena sob aplausos e gritos de uma plateia alvoroçada por vê-lo. Não se trata de uma abertura de um show musical – embora tal entrada se assemelhe com um, diante da iluminação e coreografias iniciais – mas sim de uma comédia, o que se percebe nos instantes seguidos pela risada do público.

O artista principal é um dos comediantes mais famosos da contemporaneidade, tanto na TV, quanto no cinema e no teatro: Paulo Gustavo. Em seu mais novo espetáculo Online, que acaba de chegar em São Paulo, no Teatro Procópio Ferreira – onde ficará em cartaz por pouquíssimo tempo, até dia 28 de maio – o ator encena ele mesmo na correria do dia a dia em razão dos seus trabalhos artísticos.

Entre um compromisso e outro, o ator-personagem revela de forma cômica as consequências de manter-se conectado o tempo todo e como tenta não surtar entre as loucuras do mundo online e off-line. A interação direta com os fãs pelo instagram, a preocupação com algum comentário crítico – em que o comediante finge indiferença, mas no fundo se preocupa com o que foi falado –, a dificuldade em conseguir malhar e ao mesmo tempo apresentar-se nas redes sociais como um amante do exercício pesado são algumas cenas que arrancam risos do público.

O espetáculo possui uma duração aproximada de 70 minutos e apresenta diversas cenas aleatórias, sempre relacionadas aos mundos reais e virtuais de Paulo Gustavo, cada uma ao seu modo, sem necessariamente “possuir um fio condutor”, como o próprio comediante satiriza, dizendo não ser necessário tal aspecto para qualificá-lo como espetáculo. Aliás, o ator inicia a comédia lendo um poema e acaba sendo interrompido por várias outras cenas, que constituem o desenrolar da peça em si, as quais ele culpa por serem impeditivos para que sua peça aconteça. Tudo, claro, como parte do espetáculo.

Serviço

Online

Onde: Teatro Procópio Ferreira – Augusta, 2823, Cerqueira Cesar, São

Paulo/SP. Tel: (11) 3083-4475

Quando: Sexta às 21h30; Sábado às 19h e às 21h30; Domingo às 18h00

Quanto:  R$ 45 a R$ 150

De 5 a 28 de maio de 2017

Sobre o Editor

Mariana Mascarenhas

Formada em Jornalismo, especialista em Comunicação Organizacional, trabalho atualmente como Assessora de Comunicação. Também concluí cursos de Linguagem Cinematográfica, Teatro e TV, Designer, Fotografia Digital, entre outros. Sou apaixonada por cultura, principalmente por cinema, teatro e exposição, e adoro analisar os filmes, peças e mostras que vejo. Contato: mariana@matracacultural.com.br

Número de Postagens : 209

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top