You Are Here: Home » Editorias » Uma pausa para um café! Uma pausa para se encantar…

Uma pausa para um café! Uma pausa para se encantar…

Por Mayra Bortone

Imagine um fim de tarde, a sala de uma casa aconchegante, com música boa e o cheirinho de café no ar…
Entre e fique à vontade, este é o Café da Tarde!
Onde os anfitriões Paula Mirhan e Demetrius Lulo os aguardam para um momento de encontro e encanto.

Não há como não se envolver na atmosfera de Demetrius e Paula. Com irreverência e simpatia, o casal garante ao público muito mais que um show, mas uma trama onde o espectador se diverte e se apaixona. Foge aos clichês, embora seja cheio deles! Todos se identificam ao mesmo tempo em que se surpreendem! Quem vê, não sente o tempo passar, e quer ver de novo, quer ver mais…

Eles, que apesar de jovens, já vêm encantando públicos por aí, se conheceram há alguns anos, na ULM (Universidade Livre de Música) e, após um breve período, juntaram-se na vida e na arte.

Ela… nascida em Corumbá (MS), saiu de sua cidade para estudar teatro em Campinas, mas ainda nem pensava em ser cantora profissional, embora alguns anos depois tenha estudado música.

Formada em Artes Cênicas, pela Unicamp, veio para São Paulo com a Cia. de Teatro Les Commediens Tropicales, quando foi convidada por Wagner Barbosa para gravar seu primeiro trabalho na música: o disco Amanhecer, com composições de Barbosa. Após este seu primeiro projeto, conheceu seu outro parceiro, Marcelo Segreto, o qual a chamou para integrar a banda Filarmônica de Pasárgada, que lançará um disco em setembro, com produção musical de Ale Siqueira – também produtor de cantoras consagradas, como Elza Soares e Marisa Monte.

Ele… começou a tocar e cantar ainda criancinha, muito inspirado pelo irmão mais velho que é ator e também já tocava e cantava, foi com ele também, que começou a ter suas primeiras experiências com o teatro, na adolescência. Suas primeiras composições foram em torno dos 17, 18 anos. Formado em Comunicação, pela FAAP, não seguiu a carreira, ainda no 3º ano da faculdade decidiu que não era o que queria fazer da vida. “Que que eu tô fazendo? Tocar é muito mais legal!”, conta Demetrius. Morou um ano na Europa (França e Alemanha) e lá ajudou a organizar festivais de música.

Com a intenção de fugir dos estereótipos da música brasileira no exterior, resolveram produzir um CD em conjunto para levar à Europa. “O cerne principal era levar pra lá o que tá sendo feito hoje aqui”, conta ele, que recebeu de pronto o apoio de Paula. “Pras pessoas começarem a entender que o Brasil é mais que samba e bossa nova”, esclareceu Paula.

Foi então que teve início o Café da Tarde.

Tudo começou do projeto desse CD, que tem nome inspirado no disco da Giana Viscardi (não lançado no Brasil, mas que pode ser encontrado para download na internet), chamado Coffee and music, que possui todas as faixas remetendo ao café.  Era justamente o gancho necessário que Paula e Demetrius precisavam! Foi então que, nesse clima, de uma tarde em casa, descontraidamente tocando juntos, nasceu o CD Café da Tarde, com direito a fotos de Dani Gurgel, uma turnê europeia – por França e Portugal – e dois shows na Casa de Francisca no final de 2011.

Foi neste momento que aconteceu o encontro de Vinicius Calderoni com o espetáculo. Ele, que já era amigo de longa data de Demetrius, tempos depois conheceu Paula, o que resultou “numa relação de profunda amizade e parceria”, nas palavras do próprio Vinicius. O Café da Tarde, de fato, o encantou! “Fiquei maravilhado, não só com o repertório, com os arranjos e o brilho da execução das canções, mas também com uma atmosfera intimista muito expressiva”, confessa ele.  Foi esse deslumbram­­­ento pelo show que o moveu a ter várias ideias para implementá-lo. “Achei, logo de cara, e comentei com eles, que um tratamento dramatúrgico mínimo e uma abordagem um pouco mais teatral deixaria o show espetacular!”, relembrou Vinicius, que não podia estar mais certo!

Foi então que foi convidado para dirigir o show que seria feito em janeiro de 2011 no Tom Jazz. Claro que Vinicius não só aceitou o convite, como logo já começou a trabalhar no projeto, sempre com a intenção de explorar a natureza híbrida entre show e teatro. “Ficou mais cênico… o Vini trouxe essas ideias mais teatrais”, conta Demetrius. O plano deu mais que certo, é daqueles que nos fazem acreditar que não havia como ser diferente. “Mudou a nossa cabeça, eu não consigo mais conceber um show do Café da Tarde se não for dessa forma”, disse a Paula cheia de orgulho.

E foi mais do que uma parceria de sucesso, foi transcender a um novo patamar da arte! Paula, que tinha medo dos clichês dos palcos, perdeu o medo de arriscar! “O Vini veio pra me arrancar isso, ele potencializou vontades que a gente tinha e já conversava…”, ela diz.

E hoje, o show é contado através das letras… Traz a canção como um retrato contemporâneo da música brasileira, junto com todo o novo que essa mistura de artes pode gerar. Envolvendo os espectadores no enredo da história. “Eu propus um show que nunca quebrasse o vínculo de encantamento que o espectador pudesse estabelecer com os artistas”, lembrou Vinicius, provando que o objetivo foi mais do que alcançado.

A ideia do Café da Tarde é de se embrenhar por outras artes, músicas com textos entremeando, com algumas pequenas cenas, mas sem uma narrativa única, gerando assim uma conexão entre tudo que pode ser oferecido e trabalhado seja dentro do teatro ou da música, da poesia ou dos vídeos de divulgação, cenografia ou iluminação – ambas a cargo do Wagner Antônio, também grande amigo do casal e de Vinicius.

Tudo é pensado milimetricamente e vem conversar com essa nova geração de artistas-múltiplos que precisa ser destacada atualmente. Exemplos destes são as participações especiais na temporada: além do próprio Vinicius, Bruna Caram, Dandara Modesto, Paulo Monarco, Tatiana Parra, Danilo Moraes, Giana Viscardi e Tó Brandileone, que completam o time dos incríveis.

Desde a primeira apresentação, o espetáculo tem recebido ótimo retorno do público. Os que assistem saem tomados pelo típico encantamento deste Café e saem divulgando espontaneamente por aí!

O próximo passo é a produção de um DVD com o show. Além de fazer o show o máximo de vezes possível, sempre em temporadas, para que mais e mais pessoas também “se encantem”!

Mas, enquanto isso fica no plano, você ainda tem as últimas oportunidades em mais dois shows neste mês de agosto, no PRÓXIMO FIM DE SEMANA, DIAS 04 E 05, na Sala Crisantempo.

Não perca a chance de se apaixonar também!


Sobre o Editor

Mariana Bernun

Jornalista e publicitária. Amante de esporte e cultura e Blogueira no Matraca Cultural! @maribernun

Número de Postagens : 114

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top