You Are Here: Home » Editorias » Seriados » Beauty and the Beast, a tentativa de reinvenção de um clássico

Beauty and the Beast, a tentativa de reinvenção de um clássico

Por Juliana Maffia

Engana-se quem acha que Beauty and the Beast (Bela e a Fera), novo seriado da Universal, é apenas uma adaptação do clássico conto de fadas. Na verdade, o programa é um remake de um seriado de mesmo nome, com Linda Hamilton (Exterminador do Futuro) e Ron Perlman (Hellboy), que estreou em 1987 e durou três temporadas.

Não há nada de complexo em seu enredo. Catherine Chandler (Kristin Kreuk – Smallville) é uma investigadora da polícia que leva uma vida normal em Nova York. Logo nos primeiros minutos da série se estabelece que seu trabalho atrapalha um pouco muito sua vida amorosa. Catherine também perdeu sua mãe em circunstâncias estranhas. Quando nova, as duas foram alvo de um tiroteio. A menina foi salva por um estranho que tinha a aparência de um monstro (pegou?) já sua mãe não tem a mesma sorte.

Em um esquema meio “assassinato da semana”, como o CSI, vemos Catherine investigando a morte de uma jovem. No local, ela encontra pelos de um animal e as digitais de Vincent Keller (Jay Ryan), um militar morto já há alguns anos. É aí que a trama começa a se desenvolver. Vocês já adivinharam quem Keller é? Também já descobriram como ele está ligado com o assassinato da mãe de Catherine?

Pois o seriado é bem óbvio mesmo, a surpresa não é seu ponto forte. Catherine passa um bom tempo atrás de Vincent tentando descobrir qual a ligação entre ele e sua mãe. Conexão esta óbvia para os telespectadores, menos para a corajosa donzela. Nossa protagonista acredita prontamente na inocência e pureza do “supostamente morto” Vincent Keller. E descobre rapidamente que quando ele vira a Fera, é melhor ficar longe.

Apesar dos crimes e assassinados que os dois tentam prevenir/desvendar, Beauty and the Beast pende mais para o romance. Por mais que haja qualquer tipo de interesse na solução destes crimes o que todos querem saber é quando a moçinha vai pegar o heroico monstro (que de feio não tem NA-DA!). Podem esperar sentados, porque o desenrolar desta parte da história com certeza irá demorar.

Beauty and the Beast não reinventa a roda, mas vai agradar as meninas de coração mole (assim como eu). O seriado tem um enredo fraquíssimo, provavelmente não irá durar muitas temporadas, mas quem em sã consciência irá perder o desabrochar do amor entre a Bela (Catherine) e a Fera (Vincent)?

Sobre o Editor

Ju Maffia
juliana@matracacultural.com.br

Formada em jornalismo, trabalhadora braçal da área de Social Media. Poderia passar o dia assistindo um filme atrás do outro. Mas essa vida não tá facil pra ninguém ;) Também adoro conversar sobre filmes que vi/curto então abusa da caixinha de comentários!

Número de Postagens : 220

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top