You Are Here: Home » Editorias » Teatro » As cirandas da vida…

As cirandas da vida…

Por Renniê Paro

“ ‘Poder. O que é poder para você, minha filha?’ E a filha sem responder começou a repudiar as escolhas da mãe e a mãe se aproximou da neta, que queria ser completamente diferente da mãe e nessa ciranda sobram só essas três mulheres ou duas de cada vez, repensando as convicções…”

Assim é Ciranda, espetáculo de Célia Regina Forte, com direção de José Possi Neto, em cartaz no teatro Eva Herbz, que fica, para os mais desavisados, dentro da Livraria Cultura do Conjunto Nacional.

Confesso que fui ver a peça sem entender muito bem o porque desse título…Ciranda. Me perguntava se não seria uma espetáculo sobre as antigas cantigas de roda infantis…

Logo no início entendi a questão. Uma peça escrita por uma autora. Uma mulher que escreve sobre mulheres e para mulheres. No decorrer do espetáculo presenciamos a relação entre avó, filha e neta. Três gerações com seus desejos, convicções e conflitos.

Aposto que, assim como eu, muitas das mulheres na plateia se encontraram em alguns momentos da vida das personagens. Uma relação intensa e emocionante (ta, confesso que chorei rs).

Foto: Divulgação

A autora expõe com crueza, e às vezes com crueldade, as contradições, mazelas, mesquinharias, dores, sonhos e a surreal realidade da psique dessas mulheres. Assim como em nossas vidas, o fio do destino segue traçando um verdadeiro crochê na vida dessas três mulheres.

As curvas do destino, a perda dos que amamos e a intuição feminina são os elementos que compõem a trama. A fala “Você resolveu evaporar. Sumiu, literalmente. Não me deixou nem a escolha da decepção. E com isso, continua sendo o amor da minha vida”, dá o tom da intensidade do espetáculo.

Termino com uma frase que achei muito boa. “Porque a VIDA, assim como o DESTINO são completamente ABSURDOS. Nós, orgulhosos mortais, aspirantes a deuses, é que tentamos controlar e dar sentido a esse destino”.

Sobre o Editor

Renniê Paro

Jornalista, assessora de comunicação e poetisa nas horas vagas. Amante de esportes, principalmente artes marciais. Última paixão? O boxe. Encaro os treinamentos como encaro a vida: de frente, sem medo. Unindo a força à inteligência. Teatro, cinema e livros são paixões. Amigos? Poucos e bons, sempre por perto. Família é a base de tudo. A vida? Uma verdadeira diversão, repleta de possibilidades

Número de Postagens : 317

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top