You Are Here: Home » Editorias » Teatro » A língua em pedaços

A língua em pedaços

Por Renniê Paro

A peça, baseada em O Livro da Vida (1565), mostra um fictício embate entre Teresa d’Ávila, santa e poetisa espanhola, e o Inquisidor que a acusa de subversão e heresia. O texto de Juan Mayorga é inédito no Brasil e tem direção de Elias Andreato, um dos mais reconhecidos artistas dos palcos brasileiros.

A_Lingua_Em_Pedacos_300dpi-2747-606x404

No enredo é retratada a história de Teresa d’Ávila, que foi uma mulher de ação, fundando dezessete conventos de Carmelitas Descalças em toda Espanha. Como acontece com toda pessoa que está à frente de seu tempo, ainda mais tratando-se de uma mulher, foi mal compreendida e perseguida pelos setores conservadores da Igreja e da sociedade espanhola do final do século XVI.

A Língua em Pedaços, além de ser uma homenagem ao V centenário de seu nascimento, dá ao público brasileiro a oportunidade de conhecer melhor a vida e o pensamento daquela que é considerada uma das maiores personalidades femininas do segundo milênio e traz à tona aspectos de opressão ainda vividos por muitas mulheres.

A história se passa na cozinha do Mosteiro São José, primeiro convento de Carmelitas Descalças fundado por Teresa (Ávila, 1562). O embate é entre a monja carmelita e o Inquisidor, duas personagens de mentes brilhantes, porém com distintas percepções religiosas e da vida. De um lado, temos uma mulher de coragem, que está sendo acusada de profanação por suas experiências místicas e pela cisma que promoveu na Igreja Católica. Do outro lado, está um homem de mente aguda, farejador de hereges, representante do poder eclesial. Ao Inquisidor (e ao público de hoje) cabe a desafiadora tarefa de tentar decifrar ou render-se ao enigma Teresa d´Ávila.

SERVIÇO

A LÍNGUA E PEDAÇOS

Centro Cultural Banco do Brasil

MAIO

Sábado às 20h | Domingo às 19h | Segunda às 20h

JUNHO

Sábado às 17h30 e 20h | Domingo às 19h | Segunda às 20h

Sobre o Editor

Renniê Paro

Jornalista, assessora de comunicação e poetisa nas horas vagas. Amante de esportes, principalmente artes marciais. Última paixão? O boxe. Encaro os treinamentos como encaro a vida: de frente, sem medo. Unindo a força à inteligência. Teatro, cinema e livros são paixões. Amigos? Poucos e bons, sempre por perto. Família é a base de tudo. A vida? Uma verdadeira diversão, repleta de possibilidades

Número de Postagens : 317

Matraca Cultural © 2012 Todos os direitos reservados.

Scroll to top